Soldado russo foge após matar três militares durante exercícios

Caso ocorreu no extremo oriente do país; suspeito tem 23 anos e é do Daguestão

O Estado de S.Paulo

29 Setembro 2017 | 18h05

MOSCOU - Um soldado russo fugiu depois de matar três militares durante manobras noturnas no extremo oriente do país, indicou nesta sexta-feira, 29, o ministério da Defesa. 

+ Rússia acusa emissora americana CNN de violer lei de mídia do país

"Durante um exercício de tiro na região de Amur, um soldado abriu fogo com sua arma automática (...) ferindo mortalmente um oficial e dois soldados", explica o comunicado do ministério. Dois outros soldados ficaram feridos e foram hospitalizados, de acordo com a mesma fonte. 

Líder opositor russo diz no Twitter que foi preso em Moscou

"O agressor fugiu com sua arma", acrescenta o texto. As autoridades abriram uma investigação e o fugitivo está sendo procurado. O recruta, de acordo com uma fonte local citada pela agência Interfax, é da República do Daguestão e tem 23 anos. / AFP

Mais conteúdo sobre:
Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.