Soldados americanos buscam informações sobre terrorismo em 20 países

O Departamento de Defesa dos EUA confirmou o envio de soldados para embaixadas de países, que não especificou quais são, para reunirem informações sobre ameaças terroristas. Fontes do Pentágono não identificaram os países, mas o jornal "The New York Times" disse que estas tropas atuam em cerca de vinte nações da América do Sul, do sudeste asiático e da África. Segundo as fontes, os soldados foram transferidos com a autorização do embaixador americano nesses países, mas respondem ao comando regional no que se refere à coleta de informação antiterrorista. Essas tropas especiais poderiam ser de apenas um soldado ou de "pequenos grupos de indivíduos", disse uma das fontes. "Eles atuam na embaixada e sua tarefa é assegurar que estão a par de tudo o que acontece no país ou na região em que estão", disse o general Bryan Brown, comandante do Comando de Operações Especiais, para uma subcomissão da Câmara dos Deputados.

Agencia Estado,

09 Março 2006 | 01h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.