Soldados americanos voltam a ser atacados no Iraque

Soldados americanos foram atacados nesta sexta-feira na região central do Iraque por agressores não identificados, que lançaram granadas e dispararam armas de pequeno porte contra uma patrulha nos arredores de uma base aérea a oeste de Bagdá, disseram fontes militares. Os agressores dispararam contra um tanque Abrams M1A1 e contra um veículo militar de transporte. O tanque não sofreu danos, mas o outro veículo foi alvejado por diversas balas, segundo relatos. Os soldados reagiram, mas não há informação de vítimas em nenhum dos lados.O confronto ocorreu na cidade de Khaliya, 70 quilômetros a oeste de Bagdá. Este é o mais recente de uma série de ataques contra alvos americanos no centro do Iraque, que deixaram dezenas de soldados mortos ou feridos. Ontem, agressores não identificados mataram um soldado e feriram outros cinco em Faluja, maior foco de resistência às forças de ocupação do Iraque.Em Bagdá, fontes militares informaram que dois soldados americanos que guardavam um banco no centro da capital iraquiana ficaram feridos quando dois homens armados abriram fogo contra eles. Os militares reagiram e mataram um dos agressores. O outro conseguiu fugir, dizia um comunicado divulgado pelo Comando Central do Exército dos Estados Unidos. Em outro incidente, um soldado americano feriu quatro civis iraquianos quando sua metralhadora disparou acidentalmente. As vítimas foram resgatadas. Segundo o comunicado, os ferimentos não são graves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.