Soldados da ONU libertados chegam a Golã sírio sob ocupação israelense, diz Israel

Soldados das ilhas Fiji que integram uma força de paz da ONU e tinham sido capturados por militantes islâmicos na Síria, foram libertados nesta quinta-feira e entraram no território sírio das Colinas de Golã, sob ocupação israelense, disse um porta-voz militar de Israel.

REUTERS

11 de setembro de 2014 | 10h21

"Nós abrimos a fronteira e eles entraram", disse o porta-voz, sem dar detalhes.

A ONU informou que todos os 45 fijianos que haviam sido detidos havia duas semanas pelo grupo Frente Nusra, ligado à rede Al Qaeda, foram libertados.

(Reportagem de Jeffrey Heller)

Mais conteúdo sobre:
ONUSOLDADOSREFENSSOLTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.