Soldados de Israel matam fugitivo no teto de hospital

Tropas israelenses abriram fogo contra três fugitivos palestinos que se escondiam no teto de um hospital, matando um e ferindo seriamente os demais, informam testemunhas. Soldados em patrulha por Nablus avistaram os três no telhado do Hospital Rafidiyeh, onde os palestinos haviam se escondido para escapar de uma operação de busca conduzida por Israel, já em seu terceiro dia.A patrulha abriu fogo, matando Khaled Namrouti, de 26 anos, um seguidor das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, grupo armado ligado ao movimento Fatah, de Yasser Arafat. Dos dois feridos, um pertence ao Hamas e outro da Frente Popular pela Libertação da Palestina, uma facção radical da OLP, segundo outros membros das Brigadas Al-Aqsa.O Exército israelense acusa Namrouti de envolvimento no atentado suicida de 12 de agosto contra um supermercado em Israel, fato confirmado pelas Brigadas. Após o tiroteio, os feridos foram operados no hospital e mais de 20 veículos militares israelenses cercaram o complexo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.