Soldados de Israel matam militares egípcios e alegam engano

Uma investigação preliminar do Exército de Israel encontrou evidências de que seus soldados mataram três militares egípcios na fronteira entre Gaza e Egito, que foram confundidos com militantes palestinos. O porta-voz Mark Reged disse que os soldados israelenses observaram ?movimentos suspeitos? na instável área de fronteira e abriram fogo, matando os soldados egípcios "acidentalmente". ?Se efetivamente as vítimas são soldados egípcios, Israel lamenta o ocorrido?, afirmou Reged. ?Esta parte da fronteira é muito delicada e onde tivemos problemas de infiltração de terroristas no passado, assim, de acordo com as instruções, os soldados abriram fogo?, prosseguiu o porta-voz. O incidente poderia causar tensão entre os dois países, inimigos declarados até o acordo de paz assinado em 1979.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.