Soldados de Israel matam pastor palestino perto da fronteira com Gaza

Violência intensificou-se ao longo das últimas semanas no local, com bombardeios e disparos de projéteis

AE, Agência Estado

23 de dezembro de 2010 | 18h23

Um pastor palestino foi morto a tiros por soldados israelenses perto da fronteira com Gaza, denunciou nesta quinta-feira, 23, o médico Asham Abu Salmia.

Veja também:

linkIsrael e Hamas querem reduzir tensão na Faixa de Gaza, diz ONU

linkInfluência do Irã impede progresso no diálogo de paz, diz Netanyahu

 

De acordo com o médico palestino, o pastor conduzia cabras por uma área aberta próxima do entroncamento de Erez quando foi alvo de disparos vindos do lado israelense. O pastor chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Abu Salmia disse que uma outra pessoa ficou ferida no incidente.

O exército israelense admitiu ter aberto fogo. Segundo os militares do Estado judeu, os soldados primeiro dispararam tiros de advertência e somente depois atiraram contra as duas pessoas, mirando a parte inferior do corpo. O exército de Israel alega que militantes palestinos usam a área para promover ataques.

A violência intensificou-se ao longo das últimas semanas na fronteira de Gaza, com bombardeios israelenses e disparos de projéteis por grupos palestinos armados. Israel afirma que militantes palestinos radicados em Gaza usaram recentemente pela primeira vez um foguete capaz de perfurar a blindagem de seus tanques. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.