Soldados do Brasil no Haiti serão investigados

O ministro da Defesa, Celso Amorim, disse ontem que a ONU abriu investigação para apurar a acusação feita contra soldados brasileiros que atuam no Haiti. Os militares teriam espancado jovens durante confrontos no centro de Porto Príncipe, segundo a imprensa haitiana. O ministro da Defesa esteve reunido ontem com o chefe da missão de paz no Haiti, o general brasileiro Luiz Eduardo Ramos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.