Soldados e policiais desertam em Zouara, oeste da Líbia

Policiais e soldados desertaram de suas funções na cidade de Zouara, 120 quilômetros a oeste da capital da Líbia, Trípoli, disseram hoje testemunhas à agência France Presse. Segundo a rede Al-Jazira, o governo da Líbia já perdeu o controle de grandes porções de território no leste do país, que estão sob o comando de manifestantes contrários ao regime de Kadafi.

GABRIEL BUENO, Agência Estado

24 de fevereiro de 2011 | 10h08

Insurgentes já desfilaram ontem triunfantes pelas cidades de Benghazi e Tobruk, ambas mil quilômetros a leste da capital Trípoli, e ontem anunciaram a captura de Misurata, terceira maior cidade do país e já no oeste da Líbia, a 200 quilômetros da capital. Ajdabiya, a 847 quilômetros de Trípoli, teria passado às mãos dos manifestantes.

"Não há polícia ou soldados, é o povo que está controlando a cidade (Zouara). Houve muitos tiros entre 19 horas e 22 horas (horário local) na noite passada", relatou o trabalhador egípcio Mahmoud Mohammed Ahmed Attia. Outro egípcio, Mahmoud Ahmed, de 23 anos, confirmou que "não há polícia ou tropas na cidade".

"Houve muitos confrontos entre pequenos grupos, eu não sei quem estava atirando, fiquei em casa", disse Ahmed. "O povo está dividido entre opositores e partidários de (Muamar) Kadafi, mas há mais opositores." Rayyan, de 23 anos, outro egípcio, também confirmou que a maioria das pessoas em Zouara estava contra Kadafi. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaprotestosZouaradeserção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.