Soldados e policiais morrem em emboscada maoista no centro da Índia

Contingente de policiais foi atacados por rebeldes enquanto patrulhavam o distrito de Kanker

Efe

29 de agosto de 2010 | 06h18

NOVA DÉLHI - Dois policiais e três soldados indianos morreram hoje em uma emboscada da guerrilha maoista registrada no estado central de Chhattisgarh, informaram fontes policiais.

Esta manhã, em uma área de floresta do remoto distrito de Kanker, no reduto maoista de Bastar, um contingente formado por militares e policiais que patrulhava a região foi atacado pelos rebeldes, segundo as fontes, citadas pelas agências Ians e PTI.

O superintendente de polícia do distrito disse à PTI que as forças de segurança repeliram o ataque e que no enfrentamento dois policiais morreram.

Segundo o inspetor regional de Polícia, T.J. Longkumer, citado pela Ians, na emboscada morreram dois soldados da Força de Segurança Fronteiriça, dois membros da Força do Distrito e um oficial das forças especiais de polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.