Soldados e rebeldes filipinos entram em choque, apesar de negociações

Choques entre tropas do governo eguerrilheiros deixaram pelo menos seis mortos nas Filipinasdurante o fim de semana, apesar do progresso nas negociações depaz entre as partes, informaram hoje fontes militares. Negociadores do governo e dos rebeldes encerraram ontem umarodada de negociações na Noruega, depois de alcançarem diversosacordos, inclusive a libertação de 32 guerrilheiros consideradospresos políticos. No entanto, as partes não chegaram a um acordo sobre apossibilidade de um cessar-fogo durante as eleições gerais,previstas para 10 de maio. Na madrugada de hoje, um choque entre soldados e rebeldes emum povoado na província de Agusan do Sul resultou na morte detrês rebeldes, disseram militares. Não houve vítimas entre ossoldados. Ontem, na província de Misamis Oriental, dois guerrilheirosmorreram e um soldado ficou ferido em um confronto. Ainda nosábado, 40 supostos rebeldes executaram um policial que viajavacom um prefeito pela aldeia de Bacuag, 720 quilômetros a sudestede Manila.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.