Soldados espanhóis matam dois rebeldes no Iraque

Soldados espanhóis mataram hoje dois rebeldes iraquianos em Diwaniya, 180 quilômetros de Bagdá. O confronto começou com a explosão de um carro, aparentemente carregado para uma emboscada, durante a passagem de tropas espanhóis. Após a explosão, os soldados foram alvo de tiros e granadas, conforme o ministro da Defesa espanhol. Ao revidar o fogo, os espanhóis mataram dois iraquianos armados. Não houve baixas do lado espanhol. A Espanha ainda tem 1,3 mil homens no país e lidera a brigada Plus Ultra, com forças de El Salvador, Nicarágua e República Dominicana. Na semana passada, o recém-empossado primeiro-ministro do país, Jose Luis Rodriguez Zapatero, ordenou o regresso dos soldados assim que possível. Desde agosto, onze espanhóis morreram em conflitos no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.