Soldados filipinos matam 13 suspeitos em choques

Autoridades filipinas disseram que conflitos entre tropas armadas e a política deixaram 13 criminosos suspeitos mortos em ataque violento que também deixou ferido um soldado na cidade de Manila.

PATRÍCIA BRAGA, Agência Estado

06 de janeiro de 2013 | 10h58

O comandante das forças especiais, Monico Abang informou que um homem armado abordou dois soldados e junto com outros abriu fogo contra 50 policiais e as forças especiais na tarde do domingo em um posto de controle em uma estrada na cidade de Atimonan na província de Quezon.

Abang, que comanda as tropas Filipinas, afirmou que um homem em uma van também participou do atentado, mas conseguiu escapar. O chefe de polícia de província de Quezon Valeriano de Leon, disse que 11 homens morreram no local e que outros dois morreram enquanto estavam sendo levados para o hospital. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Filipinasviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.