Soldados gays se casam na Espanha

Dois soldados da força aérea espanhola se casaram nesta sexta-feira em Sevilha, no sul da Espanha, na primeira cerimônia deste tipo entre militares do mesmo sexo desde a legalização do matrimônio gay no país.Alguns membros das forças armadas podem não estar muito felizes com esta união, mas o Ministério da Defesa disse que considera o fato um assunto pessoal e que permitirá que os homens continuem suas carreiras militares.Os noivos, ambos chamados Alberto, se casaram na prefeitura de Sevilha. O prefeito da cidade, Alfredo Sánchez Monteseirín, presidiu a cerimônia.O prefeito é membro do Partido Socialista (PS), o mesmo do governo central, que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo e que vem promovendo outras reformas sociais.Tais mudanças liberais têm causado a ira da Igreja Católica espanhola e de setores conservadores, que acusam o governo de destruir os valores tradicionais do país.O casamento, no entanto, não gerou muita controvérsia na sociedade espanhola, quase não foi mencionado na imprensa e nenhum protesto ocorreu em Sevilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.