Soldados indianos matam 2 rebeldes na Caxemira

Forças indianas mataram dois supostos rebeldes nesta sexta-feira durante um confronto, além de ferirem sete civis durante um protesto contrário à Índia no sul da Caxemira, informou a polícia.

AE, Agência Estado

28 de dezembro de 2012 | 12h09

Dois oficiais do Exército e um policial ficaram feridos na luta ocorrida em Chandigam, vila localizada a 45 quilômetros de Srinagar, a principal cidade da parte indiana da Caxemira, informou um policial em condição de anonimato.

Comunicado da polícia diz que os mortos eram integrantes do Lashkar-e-Taiba, grupo rebelde sediado no Paquistão que Nova Délhi acusa de ser o responsável por uma série de ataques em Mumbai, a capital financeira indiana, em 2008.

Após o confronto, centenas de moradores tomaram as ruas gritando "queremos liberdade" e "Vá Índia, vá", protestando contra as forças do governo que os cercavam.

Um comunicado da polícia diz que os oficiais dispararam e feriram sete civis, depois que os manifestantes lançaram pedras contra a polícia. Os feridos foram levados ao hospital, mas não há informações sobre seu estado de saúde. O protesto se estendeu à cidade vizinha de Pulwama, onde foi instituído um toque de recolher.

O governo ordenou a abertura de um inquérito sobre os disparos feitos pelas tropas contra os manifestantes. Os resultados devem ser divulgados em duas semanas, afirmou Shafat Noor, que trabalha na administração do Estado.

A região da Caxemira é dividida entre a Índia e o Paquistão e os dois países reclamam a soberania do território. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.