Soldados israelenses deixam várias aldeias na Cisjordânia

O Exército israelense iniciou na manhã desta quinta-feira a retira seus homens de 24 aldeias palestinas das zonas rurais da Cisjordânia, por determinação do governo israelense. Nas últimas 24 horas, Israel evacuou as aldeias de Salfit, Kabatia, Beit Rima, Yatta, Samoa, Tamún, Tubás e Anabta. Já em Bir Zeit, ao norte de Ramallah, as forças israelenses ocuparam na noite de quarta-feira as sedes das forças policiais e de segurança palestinas. Além disso, também invadiram Daharie, vizinho a Jerusalém, com a missão de encontrar terroristas e apreender armas e explosivos. Ninguém ficou ferido nesta ofensiva.Em outra incursão, em Arrabe e Hebron, quatro palestinos morreram, três delas da mesma família. Fontes israelenses informaram ainda que uma mulher foi presa nesta madrugada em Tulkarem porque pretendia cometer um atentado suicida em território israelense. No campo de refugiados em Jenin, 29 palestinos cercados pelas tropas israelenses se renderam na manhã desta quinta-feira com a promessa de que não sofreriam represálias. A informação foi dada pela Associação Israelense pelos Direitos Humanos, conhecida como Betselem, que mediou a rendição dos palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.