Soldados israelenses enfrentam forte resistência em ofensiva no sul do Líbano

Soldados israelenses encontraram forte resistência de guerrilheiros do Hezbollah nesta quinta-feira ao invadirem o sul do território libanês para procurar túneis e armas. Segundo o Exército de Israel, ao menos seis soldados se feriram na ação. Entre os militantes, por enquanto não há um número exato de baixas, mas vários teriam morrido.Imagens da TV israelense mostraram helicópteros atirando repetidamente contra alvos no chão. "Como vocês sabem, incidentes sempre acontecem, mas também estamos conseguindo vitórias", disse o General Benny Gantz, em entrevista ao Canal 10 de Israel. "Estamos falando de um combate complexo. Nosso pessoal está fazendo isso de uma maneira profissional, leal e determinada. Há baixas. Há vitórias. Isso é o combate."Em Beirute, duas fortes explosões foram ouvidas após o anoitecer, aparentemente em decorrência de um novo ataque aéreo israelense contra os redutos do Hezbollah no sul da cidade. Segundo a televisão libanesa, ainda não notícias sobre mortes. Muitos moradores dessa região da cidade deixaram suas residências.Na quarta-feira, bombardeios israelenses deixaram cerca de 70 pessoas mortas, segundo a TV libanesa, no dia o mais violento desde o início dos combates. Israel iniciou a ofensiva ao Líbano no último dia 12, depois que oito soldados foram mortos e dois capturados por militantes do Hezbollah. Desde então, mais de 300 libaneses, a maioria civis, morreram nas ações israelenses. Segundo a Unicef, os ataques fizeram com que mais de 500 mil libaneses abandonassem suas casas. Já em Israel, 30 pessoas morreram entre civis e soldados, muitos vítimas de foguetes e mísseis lançados por guerrilheiros do Hezbollah, que atuam na fronteira sul do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.