Soldados israelenses matam 2 adolescentes palestinos

Soldados israelenses abriram fogo contra um grupo de palestinos que atirava pedras na direção de um posto militar e mataram dois adolescentes, informou o doutor Samir Saliba, diretor do pronto-socorro do Hospital Geral de Ramala. Três pessoas ficaram feridas no incidente, uma delas em estado grave, prosseguiu o médico.

AE, Agência Estado

15 Maio 2014 | 15h42

Saliba disse que os adolescentes mortos tinham 15 e 17 anos. Eles foram mortos com tiros de munição real no peito, detalhou.

Micky Rosenfeld, porta-voz da polícia israelense, admitiu que os soldados reprimiram um "distúrbio" em Ramala, mas negou o uso de munição real.

Os dois adolescentes foram assassinados horas depois de palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza terem realizado passeatas para marcar o Naqba, ou Dia da Catástrofe, quando seus ancestrais foram expulsos de seus casas em meio à guerra pela criação de Israel, em 1948. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Israel palestinos Naqba Catástrofe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.