Soldados israelenses matam 3 jovens e ferem 4

Forças israelenses mataram hoje a tiros um palestino de 16 anos e feriram gravemente outros dois de sete e nove anos na Cisjordânia. Os tiros, que segundo o Exército israelense ocorreram em resposta a ataques de pedras e bombas incendiárias, vieram um dia depois de o primeiro-ministro Ariel Sharon declarar que se deve pôr fim a ocupação da Cisjodânia.Os comentários de Sharon e a aceitação, por parte do gabinete israelense, do plano de paz proposto pelos EUA, ONU, UE e Rússia, permitirá retomar as conversações de paz na região.Os soldados israelenses dispararam contra um grupo de crianças que atiravam pedras em direção a eles, segundo fontes médicas palestinas. O exército informou que as crianças lançaram bombas incendiárias contra um comboio de soldados.Em Naplusa, dois menino, de nove e 12 anos, que atiraram pedras contra soldados de Israel, foram baleados. O mais jovem foi atingido na cabeça e seu estado é grave. O mais velho recebeu um tiro na perna e está fora de perigo. O exército não fez comentários.Outro adolescente foi morto após entrar em território israelense com um amigo, vindos de Gaza. Um deles se rendeu. Os dois estavam desarmados e aparentemente procuravam emprego. Outro palestino de 11 anos morreu em um tiroteio.Cinco crianças, uma mulher e uma agente policial palestinos se feriram hoje após detonar por acidente uma carga explosiva em Hebron. As crianças encontraram os explosivos dentro de duas bolsas plásticas próximas a uma árvore e acidentalmente detonaram uma delas. Ao chegar a polícia a outra bolsa explodiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.