Soldados israelenses matam estudante palestino na Cisjordânia

Jovem foi morto a tiros durante uma batido do Exército no campo de refugiado de Al Fara

Efe

13 de julho de 2011 | 08h55

JERUSALÉM - Um jovem palestino de 19 anos morreu nesta quarta-feira, 13, no distrito de Nablus, na Cisjordânia, após ser alvejado por soldados israelenses durante uma batida que acabou em um confronto com jovens, informou a agência palestina "Ma'an".

 

O jovem, identificado como Ibrahim Sirhan, estudante de engenharia, vivia no campo de refugiados de Al Fara, no norte da cidade de Nablus, onde ao amanhecer o Exército israelense realizou uma batida em várias casas.

 

A presença de dezenas de veículos militares, segundo essa agência, suscitou os protestos de vários jovens, que passaram a enfrentar os soldados.

 

A fonte não precisou em que circunstâncias morreu o jovem, se na batida ou nos protestos, mas descreveu que Sirhan faleceu após ser baleado na coxa e perder muito sangue.

 

Por outro lado, alguns veículos da imprensa local informaram que a Força Aérea israelense bombardeou durante a madrugada posições palestinas no norte de Gaza em resposta ao lançamento de um foguete nesta terça-feira.

 

Aviões da Força Aérea lançaram dois mísseis contra pelo menos duas oficinas para a fabricação de foguetes.

 

Na manhã desta quarta-feira, as milícias palestinas responderam ao ataque com o disparo de outro foguete que caiu em uma zona desabitada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.