Soldados israelenses matam líder terrorista

Soldados israelenses mataram nesta terça-feira Nimer Kandil, de 20 anos, um dos chefes das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, informaram fontes da milícia liderada por Zakaria Zubeidi. Os soldados também feriram outros dois milicianos, que instalavam uma carga explosiva que seria detonada para atingir veículos do Exército israelense na cidade cisjordaniana de Jenin, segundo as fontes. A porta-voz das Forças Armadas disse que uma patrulha militar detectou várias pessoas instalando explosivos com a intenção deatacar os soldados, que abriram fogo. Segundo o Exército israelense, o incidente deixou um morto e um ferido. Soldados israelenses também cercaram uma delegacia palestina da cidade de Ramallah, ao sul de Jenin, e capturaram vários palestinos procurados. Entre eles estão Basam Ktía, Hamze Taktuk e HishamKamanyi, suspeitos de ter seqüestrado e assassinado na semana passada o adolescente israelense Eliahu Asheri.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.