Soldados italianos não participarão de guerra, diz Berlusconi

Os soldados italianos não participarão de ações militares no Iraque, afirmou hoje o primeiro-ministro Silvio Berlusconi. De acordo com o premier, a Itália ofereceu ajuda humanitária e logística "para depois de uma eventual operação de desarme forçado", como chamou um possível ataque militar contra o Iraque.O premier manifestou também seu otimismo com relação à possibilidade de evitar um ataque. "Confirmo a declaração de todos os países da União Européia de 17 de fevereiro passado: consideramos ainda evitável a ação de desarmamento forçado", afirmou.Berlusconi também disse que são "absolutamente infundadas" notícias de imprensa segundo as quais os Estados Unidos teriam solicitado à Itália o fornecimento de aviões Tornado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.