Soldados japoneses partem para o Iraque

Cerca de 80 soldados japoneses destacados para ajudar a reconstruir o Iraque partiram nesta terça-feira da ilha japonesa de Hokkaido, inaugurando a principal etapa de uma missão militar polêmica entre o povo japonês. As tropas terrestres, compostas em sua maioria por engenheiros, compõem a principal parte daquele que deverá ser o maior, mais arriscado e mais importante deslocamento de tropas japoneses em mais de meio século.O envio de tropas japonesas ao sul do Iraque foi cuidadosamente comentado pela China, invadida pelo Japão anos antes do início da Segunda Guerra Mundial. Os soldados fazem parte de um grupo de aproximadamente mil militares que estão sendo enviados gradualmente à região. Os soldados andarão armados para autoproteção, mas não se engajarão em combates, pois a missão é estritamente humanitária.A missão vem sendo calorosamente debatida no Japão, onde muitos temem que os soldados sejam atacados por insurgentes iraquianos e acabem sendo arrastados para o conflito. Outros argumentam que o envio de tropas viola a constituição pacifista do Japão, adotada depois da derrota do eixo na Segunda Guerra Mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.