Soldados mexicanos libertam 104 vítimas de sequestro

Os fuzileiros navais do México libertaram 104 migrantes da América Central que estavam sendo mantidos em cativeiro em uma casa na cidade de Nuevo Laredo, perto da fronteira com os EUA, disseram autoridades neste domingo.

AE, Agência Estado

11 de março de 2013 | 01h48

Um comunicado da Secretaria da Marinha informou que 102 hondurenhos e dois

Salvadorenhos, incluindo 13 mulheres, foram mantidos em cativeiro por quatro dias.

O órgão disse que a operação de resgate ocorreu depois que as autoridades receberam uma denúncia de que homens armados foram vistos retirando pessoas de veículos no local do cativeiro, no estado de Tamaulipas.

O comunicado não indica se os migrantes estavam tentando atravessar o México, na esperança de alcançar os Estados Unidos. No entanto, muitos migrantes da América Central são sequestrados enquanto tentam chegar nos EUA. Os criminosos realizam estes ataques para exigir resgate das famílias.

De acordo com a Comissão Nacional de Direitos Humanos do México, a cada ano cerca de 150 mil migrantes, em sua maioria cidadãos da América Central, atravessam o México tentando chegar aos Estados Unidos.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicosoldadossequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.