Sonda atinge abrigo de mineiros no Chile

Após 66 dias de agonia, 33 mineiros soterrados no Chile receberam a possibilidade de escapar de seu purgatório neste sábado, após uma sonda perfuradora atingir o local em que eles se refugiaram após um desabamento no dia 5 de agosto. A informação de que uma perfuradora conseguiu chegar ao local provocou uma onda de celebrações, provocou lágrimas e alegrias entre as famílias dos mineiros acampadas ao redor da mina, localizada em San José, localizada a 850 quilômetros ao norte de Santiago, capital do país. Vários familiares, que se mantiveram em vigília ao redor da mina desde o desastre escalaram uma encosta na qual foram fincadas 32 bandeiras chilenas e um emblema da Bolívia, já que um dos mineiros é boliviano, e comemoraram com gritos de alegria e com sirenes.

AE-AP, Agência Estado

09 de outubro de 2010 | 10h25

A sonda perfuradora T-130 concluiu o poço de 624 metros de profundidade que chegou ao local em que os trabalhadores se refugiaram após sobreviverem a um desabamento ocorrido 80 metros abaixo.

O senador Baldo Prokurica afirmou, após se reunir com membros da equipe de resgate, que ao longo do dia será decidido o momento em que começará o "inédito resgate". A decisão está nas mãos de um grupo de oito geólogos e geomecânicos, que vão analisar os vídeos que mostram o interior do túnel, decidirão se as paredes do poço devem ou não ser reforçadas ou se o túnel só será revestido parcialmente por enormes tubos metálicos. Os membros da equipe de resgate sinalizaram que, pelo menos, os primeiros 100 ou 150 metros do poço devem ser reforçados. Se o reforço for parcial, o resgate pode começar, provavelmente, na terça-feira. Se a opção for por um reforço total das paredes do poço, o prazo para início de resgate seria prorrogado em oito ou dez dias. Os mineiros serão içados individualmente no interior de uma jaula desenhada especialmente para essa operação.

A sonda do "Plano B" venceu uma corrida contra outras duas sondas para cavar um túnel até a galeria usada como abrigo pelos mineiros. Enquanto as sondas do "Plano A" e do "Plano C" tiveram que interromper e retomar suas operações após se depararem com sucessivos obstáculos, a sonda do "Plano B" conseguiu atingir os mineiros em um ponto a 622 metros abaixo da superfície às 8h05 (horário local), após 33 dias de escavação. "Essa é uma conquista enorme", disse o ministro de Mineração, Laurence Golborne. "Mas nós ainda não resgatamos ninguém", afirmou. "Esse resgate não terminará até que a última pessoa deixe a mina", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilemineirossonda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.