Sonda deve ir até trabalhadores presos em mina chilena

O ministro das Minas do Chile, Laurence Golborne, disse neste sábado que sondas de perfuração devem chegar na segunda-feira ao abrigo onde 33 mineradores se refugiaram após o desabamento de uma mina de ouro e cobre, no início deste mês, no norte do país.

AE-AP, Agência Estado

14 de agosto de 2010 | 19h21

Golborne informou que a sonda mais avançada estava a uma profundidade de 523 metros, e tinha como objetivo alcançar um abrigo de emergência que fica 700 metros abaixo da superfície.

Equipes de resgate ainda não conseguiram fazer contato com os trabalhadores. Se eles forem encontrados com vida, as equipes enviarão água, oxigênio e um sistema de comunicação através dos dutos que estão sendo perfurados. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilemina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.