Sósias de políticos fazem esquema de propina na Grécia

Um homem que já havia sido condenado por fraude foi preso na Grécia, acusado de usar sósias e imitadores de altas autoridades para extorquir propinas de empresários. O homem e três supostos cúmplices foram presos depois de terem recebido mais de ? 200.000 de executivos que esperavam receber empréstimos ou contratos públicos. Nomes dos presos e outros detalhes não foram divulgados.Os empresários foram induzidos a acreditar que o suspeito tinha boas relações com a diretoria do maior banco da Grécia, e também com Socrates Kosmidis, o secretário do Gabinete de ministros grego. A polícia disse que dois dos sósias - muito parecidos com Kosmidis - não sabiam da fraude e não foram presos. O próprio secretário de Gabinete alertou a polícia, depois de ter sido abordado por um dos empresários. A polícia não informou se as vítimas do golpe também seriam processadas. O porta-voz do governo, Christos Protopapas, saudou as prisões e disse que as pessoas que pensam que é possível subornar o governo ?aprenderam uma lição?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.