Sri Lanka bombardeia alvos rebeldes após atentado do LTTE

O Exército do Sri Lanka atacou nesta sexta-feira bases da guerrilha dos tigres tâmeis no leste do país, após o atentado contra um ônibus de passageiros no qual morreram mais de 60 civis, segundo a imprensa local.Aviões militares bombardearam alvos no distrito de Trincomalee, sob controle dos rebeldes Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE).A página de internet pró-guerrilha "Tamilnet" também informou que dois aviões da Força Aérea cingalesa bombardearam alvos do povoado vizinho de Mullaithivu.Esta não é a primeira vez que o Exército cingalês promove bombardeios de represália a atentados. Em abril, após um ataque suicida na sede do Exército, em Colombo, que causou a morte de 10 pessoas e feriu 27, os militares cingaleses atacaram territórios da guerrilha tâmil no leste da ilha.Pelo menos 61 civis morreram na quinta-feira no distrito de Anaradhapura, no norte do Sri Lanka, quando uma potente mina explodiu atingindo o ônibus em que viajavam. Este foi o maior atentado contra a população civil desde a declaração do cessar-fogo em 2002. Seis crianças morreram no atentado. O Governo cingalês culpa aos Tigres para a Libertação da Pátria Tâmil que, no entanto, negaram seu envolvimento e acusaram "elementos paramilitares", nas palavras do seu secretário de paz, S. Puleedevan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.