Sri Lanka critica ONU por apuração de crimes de guerra

O governo do Sri Lanka fez duras críticas aos planos da Organização das Nações Unidas (ONU) de investigar supostos abusos aos direitos humanos que teriam sido cometidos nos meses finais da guerra civil no país, que terminou no ano passado.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 14h35

O porta-voz do governo, Keheliya Rambukwella, acusou a ONU de ter uma "agenda escondida" para o Sri Lanka, onde soldados do governo finalmente derrotaram as guerrilhas do Exército de Libertação dos Tigres do Tamil Eelam (LTTE) em maio de 2009, após décadas de confrontos separatistas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Sri LankaONUcrimes de guerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.