Sri Lanka: primeiro-ministro obtém apoio de Bush

O primeiro-ministro do Sri Lanka, Ranil Wickremesinghe, obteve nesta quarta-feira uma promessa de apoio por parte do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e tentou reduzir a importância da crise que ameaça seu governo, qualificando-a como parte da típica sucessão de "altos e baixos" da política cingalesa. Depois de reunir-se com Bush na Casa Branca, Wickremesinghe disse ter garantido a Bush que a maioria dos membros do Parlamento do Sri Lanka apóia seus esforços para a obtenção de um tratado definitivo de paz entre o governo e o Exército de Libertação dos Tigres do Tâmil Eelam (LTTE). Ele também afirmou ter planos de levar o processo adiante. "Quando eu retornar ao Sri Lanka, tratarei desse assunto", garantiu Wickremesinghe a jornalistas. "Tenho um mandato para levar a paz ao meu país." De acordo com a assessoria de imprensa da Casa Branca, Bush "manifestou sua confiança na liderança do primeiro-ministro e reafirmou o forte apoio dos EUA às instituições democráticas" do país. Os dois líderes também discutiram comércio e a "participação positiva" do Sri Lanka em recentes negociações no México, disse Scott McClellan, porta-voz da Casa Branca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.