REUTERS
REUTERS

Sri Lanka prorroga estado de emergência, decretado após ataques na Páscoa

Poder da polícia e das forças de segurança para prender suspeitos terminaria neste sábado, 22

AFP, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2019 | 04h23

O presidente do Sri Lanka prorrogou o estado de emergência neste sábado, 22. O país segue em alerta desde os ataques jihadistas na Páscoa, que deixaram 258 mortos e cerca de 500 feridos.

Em um decreto, Maithripala Sirisena declarou que considerava que ainda havia urgência pública no país e, por isso, estenderia as medidas emergenciais tomadas após os ataques.

As medidas em questão estendem o poder da polícia e das forças de segurança para prender suspeitos.

Cerca de 100 pessoas, incluindo dez mulheres, estão atualmente detidas em conexão com ataques suicidas no sábado de Páscoa contra três igrejas e três hotéis de luxo em Colombo.

Em maio, Sirisena disse a diplomatas da Austrália, Canadá, Japão, Estados Unidos e vários países europeus que a situação em termos de segurança voltou ao normal "em 99%" e que colocaria fim às medidas de emergência no dia 22 de junho.

Tudo o que sabemos sobre:
Sri Lanka [Ásia]terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.