Stringer/ Reuters
Stringer/ Reuters

Sri Lanka rejeita pedido de cessar-fogo da UE

Governo diz que qualquer acordo pode favorecer reagrupamento do Tigres do Tâmil; UE teme por civis

Associated Press

17 de março de 2009 | 03h24

O Sri Lanka rejeitou o apelo da União Europeia para um imediato cessar-fogo, nesta terça-feira, 17, na guerra civil que ocorre na ilha. Para o governo do país, qualquer acordo pode favorecer o grupo separatista Tigres do Tâmil.

 

A União Europeia pede ao governo e ao grupo rebelde Tigres do Tâmil para aceitarem a ajuda humanitária urgente dentro da "zona de segurança" onde civis estão supostamente salvos do conflito.

 

As Nações Unidas estimam que 2.800 civis tenham morrido desde o final de janeiro; já o governo diz que desconhece a estatística.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.