Sri Lanka: vítima da chuva invade gabinete do governo

Vítimas das enchentes no Sri Lanka acusam as autoridades do país de impedir a chegada de ajuda humanitária. Hoje, um grupo invadiu o escritório do governo na vila de Ariyampathy e atacou seus funcionários. Mais de 1 mil pessoas cercaram o escritório do governo na vila, localizada no distrito de Batticaloa.

AE, Agência Estado

17 de janeiro de 2011 | 18h23

Segundo um jornalista da agência de notícias Associated Press, eles arrombaram a porta, entraram no local e exigiram se reunir com o administrador. Após uma discussão, os manifestantes bateram nos funcionários e quebraram parte da mobília.

Um dos funcionários ficou ferido, mas o grupo manteve todos os trabalhadores no interior do edifício até a intervenção da polícia. Os moradores disseram ter descoberto que materiais enviados para ajudar cerca de 4 mil pessoas - incluindo arroz, farinha, leite em pó, barracas e fogareiros - ainda não haviam sido distribuídos. Os manifestantes se dispersaram depois que a polícia prometeu que os produtos seriam entregues às vítimas.

Enchentes e deslizamentos de terra mataram 40 pessoas nos últimos dias e deixaram centenas de milhares de desabrigados. Quatro pessoas estão desaparecidas. Mais de 1 milhão de pessoas foram atingidas. Vastas áreas, prontas para o plantio, estão debaixo d''água e criações de aves, gado e cabras foram perdidas. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.