STF decreta prisão preventiva de libanesa

O ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF), decretou a prisão preventiva da economista libanesa Rana Koleilat com base em um pedido de extradição feito pelo governo do Líbano. A economista deve permanecer presa até que o STF julgue o processo de extradição. Rana foi detida em um flat de São Paulo no último domingo após tentar subornar os dois policiais civis que a abordaram. Ela é procurada no Líbano sob a acusação de envolvimento no desvio de US$ 1,2 bilhões do Banco Al Madina, que faliu em 2003. Com a decisão do STF, Rana não poderá sair da prisão mesmo que a justiça paulista a considere inocente pela acusação de suborno. Segundo as autoridades libaneses, parte do dinheiro teria sido usado para financiar o atentado que matou o ex-primeiro-ministro libanês, Rafic Hariri.

Agencia Estado,

16 Março 2006 | 15h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.