STF nega liberdade a ex-líder caribenho

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou pedido de liberdade a Michael Eugene Misick, ex-premiê das ilhas caribenhas de Turks e Caicos. Misick, de 46 anos, foi preso no dia 7 no Aeroporto Santos Dumont, no Rio, investigado por corrupção em seu país. Há um ano no Brasil, ele estava desde março na lista de procurados com ordem de prisão internacional da Interpol. Em novembro, o STF determinou sua prisão preventiva para extradição a pedido da Grã-Bretanha, com quem Brasil tem tratado de cooperação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.