Strauss-Kahn alegará inocência, diz advogado

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional(FMI), Dominique Strauss-Kahn, vai alegar inocência de todas as acusações contra ele depois de ter sido preso por agressão sexual e tentativa de estupro, afirmou seu advogado neste domingo. Strauss-Kahn foi preso pela polícia de Nova York ontem depois de ter sido acusado de agressão sexual por uma funcionária de um hotel. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.