Strippers britânicas terão de pagar impostos, diz juiz

As strippers que trabalham no Reino Unido sofreram um revés tributário nesta sexta-feira, 23, quando um juiz determinou que as dançarinas terão de pagar impostos sobre bens e serviços com base em suas receitas.O magistrado George Mann ficou ao lado da rede de clubes de strip tease Spearmint Rhino, que entrou com um processo para que as dançarinas passassem a pagar o imposto em lugar da empresa.O juiz concluiu que são as strippers quem fornecem o serviço, e não os clubes de strip tease, derrubando a decisão de uma instância inferior da justiça segundo a qual o imposto deveria ser pago pela casa.Mann decidiu que as strippers são imputáveis ao pagamento do Imposto sobre Valor Agregado sobre seus ganhos, que variam em média de dez libras por uma dança seminua a 250 libras (aproximadamente R$ 1.000) por um sessão de uma hora com um cliente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.