Submarino detecta sinal de caixa-preta de avião no Índico

O chefe da autoridade de aviação civil do Iêmen informou que mais um corpo havia sido encontrado no mar

Associated Press,

05 de julho de 2009 | 17h26

Um submarino que vasculha o Oceano Índico detectou, neste domingo, 5, os sinais das duas caixas-pretas do voo da Yemenia Airways que caiu ao largo das Ilhas Comores, informa a agência de aviação da França.

Já estão em andamento os planos para retirar as caixas nos próximos dias, disse uma autoridade do Iêmen.

 

Uma menina de 12 anos, Bahia Bakari, que ficou 13 horas no mar agarrada a destroços, é a única sobrevivente conhecida da tragédia. O desastre, que matou 152 pessoas, ocorreu na terça-feira, 30. O avião voava de Paris para Moroni, capital de Comores, com escala em Sanaa, no Iêmen.

 

O chefe da autoridade de aviação civil do Iêmen, Hamed Ahmad Faraj, informou jornalistas, neste domingo, que mais um corpo havia sido encontrado no mar.

 

Os dados de voo e os gravadores do cockpit do Airbus A310, que estão nas caixas-pretas,  são essenciais para ajudar os investigadores a determinar o que saiu errado com o avião.

 
Tudo o que sabemos sobre:
airbuscomoresiêmen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.