Submarino francês chega ao local da tragédia com petroleiro

O batiscafo francês Nautile já está na região onde o petroleiro Prestige afundou, perto da costa espanhola. Sua missão é avaliar se o vazamento de óleo continua. Enquanto isso, os espanhóis se mobilizaram hoje construindo barreiras de areia na região de Arousa, considerado o paraíso mundial dos mariscos, onde as manchas do Prestige estão chegando. "É o caos absoluto", afirmou o pescador Amador Biz, de 31 anos, enquanto tentava extrair com suas redes o óleo combustível do mar. "O governo deve enviar mais recursos. Tem pessoas que vomitam devido ao gás inalado do petróleo", disse. O batiscafo é um pequeno submarino capaz de imergir a grandes profundidades. Em Madri, o vice-primeiro-ministro Mariano Rajoy se reuniu com Mars Jacobsson, diretor do Fundo Internacional de Compensação pela Contaminação Petroleira, e ambos concordaram em facilitar a compensação às pessoas afetadas pela tragédia ambiental.

Agencia Estado,

03 Dezembro 2002 | 20h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.