Submarino será usado em busca por avião desaparecido

As equipes de busca pelo Boeing 777 da Malaysia Airlines no sul do Oceano Índico enviarão pela primeira vez um submarino para tentar determinar se os sinais detectados são da caixa preta do avião desaparecido, informou o chefe da agência conjunta que está coordenando a procura, Angus Houston.

AE, Agência Estado

14 de abril de 2014 | 01h57

Houston declarou que a equipe a bordo do navio australiano Ocean Shield lançará o veículo submarino "o mais cedo possível". O submarino autônomo Bluefin 21 pode criar um mapa sonar da área para identificar qualquer destroço no fundo do mar.

A decisão ocorreu depois de as equipes captarem uma série de sons consistentes com os emitidos por caixas pretas nas últimas duas semanas. "As análises dos quatro sinais permitiram uma definição provisória de uma área de busca reduzida e gerenciável no fundo do oceano", explicou Houston.

Em coletiva de imprensa, o chefe da agência lembrou que desde a detecção dos quatro sinais já se passaram seis dias sem nenhum novo som e disse que a busca com o submarino será "um processo lento e meticuloso". Os submarinos demoram seis vezes mais que o navio com o localizador de sinais para cobrir a mesma área. O veículo precisará de seis semanas a dois meses para examinar a área.

Houston explicou que em cada missão o submarino precisará de 24 horas, incluindo duas horas para submergir, 16 horas para procurar no fundo do mar, mais duas horas para retornar à superfície e outras quatro horas para realizar o download dos dados.

O voo MH370 da Malaysia Airlines desapareceu em 8 de março, no horário local - tarde do dia 7 no Brasil -, com 239 pessoas a bordo enquanto realizava o trajeto de Kuala Lumpur a Pequim. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Malásiaaustráliaavião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.