Subsecretária de Estado dos EUA defende Bush em SP

A Subsecretária de Estado para Diplomacia e Assuntos Públicos dos EUA, Karen Hughes, defendeu, nesta segunda-feira, em palestra na Universidade Mackenzie, em São Paulo, a política intervencionista dos EUA e as "duras decisões" tomadas pelo presidente Bush. "Não há escolha mais difícil do que a que o presidente Bush tomou ao mandar alguns jovens para a morte no Iraque", disse. Bastante questionada pelos alunos, ela foi vaga nas respostas e se esquivou, citando os benefícios da democracia em países como o Iraque e o Afeganistão. A subsecretária apoiou os rumos da política brasileira e elogiou a democracia do País. "O Brasil é um dos maiores líderes da democracia não só na América Latina, como no mundo", afirmou. As opiniões dos estudantes foram divergentes: alguns aprovaram e outros repudiaram. Segundo André Victor Sartorelli, estudante de jornalismo, "esse tipo de discussão é ótima para o repertório dos alunos e estimula o debate em sala de aula". Já Júlia Gouveia, também estudante de jornalismo, acredita que a palestrante "fez um discurso cínico e hipócrita que deixa paradoxal a atuação dos EUA, provando, assim, que os americanos estão apenas preocupados em aumentar o seu poderio e influência no mundo". Há mais de dez anos aconselhando George W. Bush, Karen Hughes envolveu-se com os principais assuntos internos e externos dos EUA e liderou os programas de comunicação do primeiro ano da guerra contra o terror. Formada pela Universidade Metodista do Sul - onde é bacharel em Inglês e Belas Artes em Jornalismo -, Karen é uma das mulheres mais influentes da administração Bush. Agenda A subsecretária chegou a São Paulo neste final de semana como parte de uma turnê pela América latina. Em sua primeira visita ao País, ela se reuniu, no domingo, com estudantes que participaram do programa "Jovens Embaixadores", tomou café da manhã nesta segunda-feira com um grupo de mulheres que se destacaram em setores como mídia, educação e negócios, e, após a palestra aos universitários, visitou o projeto social "Meninos do Morumbi". Na terça-feira, Karen embarca para Bogotá, na Colômbia. Neste mês, ela visitará as cidades do Panamá, no Panamá, e São Salvador, em El Salvador.

Agencia Estado,

13 Março 2006 | 21h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.