Sucessor de Bento XVI será escolhido até março

O conclave para eleição do novo Papa, após a renúncia de Bento XVI anunciada nesta segunda-feira, provavelmente deve ser realizado antes do fim de março, afirmou há pouco o porta-voz do Vaticano, Pe. Federico Lombardi. Segundo ele, as autoridades responsáveis pela sede vacante - período em que o colégio de cardeais governa a Igreja - serão responsáveis por definir a duração.

FILIPE DOMINGUES, ESPECIAL PARA AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 20h52

"Não é possível prever, mas parece que a duração da sede vacante em outras ocasiões foi inferior a um mês", afirmou. "Mas antes tínhamos os funerais e desta vez não temos. Acredito que em março haveremos um conclave." Segundo Pe. Lombardi, as celebrações da Páscoa também podem ser comandadas pelo novo Papa. "Bento XVI permanece em pleno governo da Igreja até 28 de fevereiro", recordou o porta-voz. Em 2013, o Domingo de Páscoa será no dia 31 de março.

O porta-voz do Vaticano acrescentou que o Papa não teme qualquer potencial consequência cismática da sua renúncia, "ele não vê risco de a confusão se espalhar por causa de sua decisão".

Após a renúncia, Bento XVI deve se mudar temporariamente para a residência de verão em Castelgandolfo, perto de Roma, e depois viverá em uma residência isolada no Vaticano, onde se dedicará à estudos, rezar e possivelmente escrever livros. Pe. Lombardi acrescentou que Bento XVI não participará do conclave para eleição do novo Papa.

Tudo o que sabemos sobre:
Bento XVIrenúnciaVaticanosucessão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.