Sudão autoriza tropa da União Africana em área de conflito

Soldados serão enviados à região de Darfur, no Sudão, com a missão de proteger agentes humanitários, monitores e civis de milicianos árabes, usando de violência, se necessário. A violência atribuída aos grupos árabes, os Janjaweed, em Darfur já deixou milhares de mortos e mais de um milhão de refugiados.A União Africana (UA), que reúne 53 países do continente, conseguiu do presidente sudanês Omar el-Bashir autorização para enviar 300 homens a Darfur. El-Bashir insiste que o Sudão é capaz de administrar a crise sozinho, disseram diplomatas. Líderes africanos, reunidos na cúpula da UA, vinham pressionando El-Bashir para parar com os ataques aéreos a civis e desarmar os Janjaweed.Representantes da ONU e grupos de defesa dos direitos humanos acusam o governo sudanês de apoiar a campanha de ?limpeza étnica? promovida pelas milícias árabes na região.

Agencia Estado,

08 de julho de 2004 | 15h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.