Sudão concorda com inspeções em área de conflito

O governo do Sudão aceitou permitir que especialistas em ajuda humanitária dos EUA visitem a região de Darfur, no oeste do país, onde guerras e massacres deixaram mais de 800.000 pessoas refugiadas ou desabrigadas, informa o Departamento de Estado. O porta-voz Adam Ereli afirmou que o Sudão emitirá vistos de entrada para todos os 28 membros de um grupo destacado para avaliar a situação em Darfur, onde milícias leais ao governo vêm combatendo rebeldes há mais de um ano.Ereli demonstrou preocupação com informes, ?dignos de crédito?, de ataques continuados contra civis por parte das milícias, conhecidas como os Janjaweed. ?Reiteramos nosso apelo para que o governo refreie os Janjaweed e detenha todos os ataques contra civis imediatamente?, disse o porta-voz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.