Sudão diz ter localizado turistas seqüestrados no Egito

O Sudão informou hoje que localizou dos 11 turistas europeus e oito egípcios seqüestrados durante um passeio ao deserto do Saara, no vizinho Egito. As autoridades sudanesas não tinham, porém, planos para uma operação de resgate. As negociações estavam em andamento, disse em Cartum um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores. A Alemanha conduzia o processo, segundo funcionários egípcios.A agência estatal egípcia MENA afirmou que os seqüestradores pedem algo como US$ 15 milhões. Segundo o porta-voz ministerial, os cativos estavam no noroeste sudanês, a 25 quilômetros da fronteira egípcia. Há cinco italianos, cinco alemães e um romeno entre os reféns. Segundo a imprensa italiana, dois dos italianos têm mais de 70 anos, e um deles, 68.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.