Sudão do Sul expulsa investigadora da ONU

O Sudão do Sul informou neste domingo que expulsou uma investigadora da Organização das Nações Unidas (ONU) que apurava a situação dos direitos humanos no país e a acusou de produzir relatórios "injustificados".

AE, Agência Estado

04 de novembro de 2012 | 13h49

"É a primeira pessoa nos direitos humanos a ser (declarada) persona non grata", disse o porta-voz do governo, Barnaba Marial Benjamin, acrescentando que a investigadora tem feito "relatórios sobre questões de direitos humanos que ela não poderia verificar e os tem publicado sem justificativas". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
direitos humanosSudão do SulONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.