Sudão do Sul promete retirada de tropas

O governo do Sudão do Sul anunciou ontem que vai retirar em até três dias suas tropas de Heglig, região rica em petróleo, uma semana após ocupá-la. O território disputado estava sob poder do Sudão e o movimento dos soldados do Sul quase levou os dois países à primeira guerra entre Estados na África desde os combates entre Etiópia e Eritreia (1998-2000). Com o anúncio do presidente sul-sudanês, Salva Kiir, tropas de Cartum declararam "vitória" sobre o vizinho do sul - que até 2010 integrava o país.

O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2012 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.