Sudão liberta 7 prisioneiros como parte de anistia

O governo sudanês libertou sete prisioneiros políticos como parte de uma anistia decidida ontem pelo governo, informou nesta terça-feira a agência estatal de notícias do Sudão.

AE, Agência Estado

02 de abril de 2013 | 13h01

Os sete prisioneiros foram libertados à zero hora local de hoje. Eles estavam presos na penitenciária de Kober, em Cartum. Uma política local está entre os detentos anistiados ontem pelo presidente Omar Bashir.

Os anistiados estavam envolvidos na elaboração de um documento que defendia o uso da força para depor Bashir. O documento foi assinado no início do ano em Kampala, Uganda.

O número total de prisioneiros políticos mantidos pelo governo sudanês é desconhecido. A maior parte deles está presa por conspirar para derrubar o presidente.

Bashir chegou ao poder em 1989, por meio de um golpe de Estado. Ele declarou recentemente que pretende deixar o poder em 2015. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SUDÃOANISTIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.