Suécia e Noruega prendem suspeitos de atividades terroristas

Forças de segurança da Suécia e daNoruega detiveram seis pessoas na quinta-feira sob suspeita deque praticaram crimes relacionados com ações terroristas. Os policiais dos países vizinhos forneceram poucos detalhessobre os casos, mas a agência sueca de notícias TT disse que asoperações haviam ocorrido de forma coordenada. "Três pessoas foram detidas", afirmou Maria Martinsson,porta-voz dos Serviços Suecos de Segurança. "Suspeita-se que elas preparavam atos terroristas e quefinanciavam atos terroristas." A polícia norueguesa informou por meio de um comunicado quetambém tinha detido três pessoas suspeitas de financiarematividades terroristas no exterior. As operações ocorreram na área da capital sueca, Estocolmo,e também nas proximidades de Oslo, capital da Noruega. No começo deste mês, os serviços secretos norueguesesdisseram que aumentavam as chances de atentados terroristasserem realizados por radicais islâmicos dentro do país, e issodevido em parte à presença de militares da Noruega noAfeganistão. Não houve nenhum tipo de grande ataque terrorista na regiãonórdica. Mas os Serviços Suecos de Segurança alertaram que opaís pode servir como área de recrutamento e como fonte dedinheiro para terroristas de outras partes do mundo. Charges publicadas em jornais dinamarqueses em 2005 e 2006provocaram uma onda de protestos no mundo muçulmano deixando aomenos 50 mortos. Em 2007, um desenho de Lars Vilks representando um cachorrocom a cabeça de Maomé fez com que o artista sueco fosseameaçado de morte. (Por John Acher em Oslo e Simon Johnson em Estocolmo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.