Suécia vê consenso de que Espanha deve pedir ajuda

O primeiro-ministro sueco, Fredrik Reinfeldt, informou que há um amplo consenso de que a Espanha precisa pedir ajuda externa para tentar fortalecer a sua fragilizada economia e que "há rumores" de um pacote de resgate de até 80 bilhões de euros (US$ 99,74 bilhões). Reinfeldt, cujo país não faz parte da União Europeia (UE), falou em um programa de rádio nacional antes de uma teleconferência emergencial entre os ministros de Finanças da zona do euro, neste sábado.

GABRIELA MELLO, Agência Estado

09 de junho de 2012 | 15h09

Ele declarou que a situação na Espanha "é séria" e, "na verdade, estamos falando sobre uma das maiores operações de resgate financeiro que o mundo já viu." Um relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) estimou que os bancos espanhóis precisam de uma injeção de pelo menos 40 bilhões de euros (US$ 50 bilhões), mas Reinfeldt disse que "há rumores sobre até 80 bilhões de euros." As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FMIFredrick Reinfeldt

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.